Mercado mobile: promissor e escalável

Muito se ouve falar sobre o mercado mobile, o crescimento do uso de dispositivos móveis, como smartphones e tablets, e da disputa entre os grandes fabricantes destes dispositivos, que está cada vez mais acirrada, criando dispositivos cada vez mais potentes.

O número de aparelhos smartphones em uso em Maio de 2016 no Brasil é de aproximadamente 168 milhões, superior aos 160 milhões referentes ao uso de computadores (notebooks, tablets e desktops), de acordo com dados da 27ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela FGV-SP.

É fato que a maior parte do acesso a internet em todo o mundo tende a ser feito através de celulares. Somente no Facebook, 99,15% de seus usuários utilizam smartphones para acessa-lo e 51,7% (mais da metade) é a porcentagem de usuários que acessam a rede social somente pelo celular, segundo dados divulgados pelo próprio Facebook no final de 2015.

Junto a todo esse crescimento do uso de smartphones e tablets, encontra-se o crescimento exponencial do mercado de desenvolvimento mobile.

Mercado Mobile

O crescimento acontece de todos os lados, desde a necessidade das empresas de terem seus próprios aplicativos mobile, gerando então uma alta demanda por profissionais da área ou por empresas / freelancers que prestam tal serviço, à surgimento de milhares de ideias e startups ligadas a aplicativos mobile que também geram demanda pelo profissional da área.

Segundo matéria publicada na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios em fevereiro de 2016, 1 Bilhão de dólares é a previsão de investimento em publicidade para mobile no Brasil em 2016. O valor pode ultrapassar 2,5 bilhões de dólares até 2018, além de que 40% foi o aumento no número global de instalações de aplicativos desenvolvidos por brasileiros entre dezembro de 2014 e dezembro de 2015. O ritmo foi superior ao de mercados com tradição em apps, como EUA, Alemanha e Inglaterra. O mercado está cada vez melhor e mais aquecido.

Android ou iOS

Para um desenvolvedor mobile completo é interessante que se tenha um conhecimento de ambas as plataformas. A menos que você opte pelo desenvolvimento híbrido, você deve começar por somente uma das plataformas, a melhor opção é que você se especialize em uma plataforma e encontre alguém que é especialista na outra, assim vocês podem desenvolver de forma otimizada para ambas as plataformas. Empresas geralmente contratam profissionais que dominam uma plataforma especifica e não as duas.

Pesquisas apontam que apesar da maioria dos usuários se concentrarem nas plataformas Android, os usuários do iOS (iPhone e iPad) tendem a gastar mais dinheiro com aplicativos do que os dos demais, são diversos os casos de empresas em que a maior parte do seu faturamento vem dos aplicativos para iOS.

Começar investindo no aprendizado de desenvolvimento de aplicativos para iOS (iPhone e iPad) vale muito a pena. Em 2015, a Apple anunciou que alcançou a marca dos 100 Bilhões de downloads de aplicativos na sua loja, a App Store. Segundo pesquisas realizadas em 2015 pela companhia de análise App Annie, os aplicativos disponíveis na App Store geram 75% mais receita do que os disponíveis na Play Store (Android).

A seguir, apresento três formas de trabalhar como desenvolvedor de aplicativos iOS:

Profissional contratado por empresa

Existem muitas maneiras de definir quanto um profissional da área ganha, mas em uma situação normal e convencional, um profissional capacitado e que se compromete com o trabalho sem poupar esforços, pode ser contratado pela empresa antes mesmo de acabar a faculdade, e ganhar, inicialmente, cerca de R$4,500 e, com o tempo de empresa aumentando, podendo chegar até R$12,000.

Empreendedor prestador de serviço

Na minha opinião, empreender transforma! Empreendedorismo é para todos, independente do seu currículo ou formação!

Com o mercado nesse nível de crescimento, não faltam opções para empreender, nem mesmo projetos de mobile a serem desenvolvidos. Você pode começar pegando projetos como freelancer, cobrando valores de R$5.000,00 até R$30.000,00, dependendo do projeto, até montar sua própria empresa com uma equipe especializada para desenvolver aplicativos cobrando valores de R$15.000,00 até valores superiores a R$200.000,00 de acordo com a complexidade do projeto.

Empreendedor dono de aplicativo

Existem várias maneiras de ganhar dinheiro com publicação de aplicativos, e o melhor é que na maioria das vezes o valor recebido é em dólar.

De acordo com estudos de 2015 da Vision Mobile, 48% dos desenvolvedores que estão interessados em ganhar dinheiro com aplicativos ganham mais de 1.000 dólares por mês, sendo que desses: 24% ganham entre 1.000 e 10.000 dólares, 14% entre 10.000 e 100.000, 5% de 100.000 a 500.000 e os 5% restantes ganham mais de 500.000 dólares por mês.

Eu preparei um e-book com as sete melhores maneiras de você monetizar o seu aplicativo, clique aqui para baixa-lo gratuitamente.

Quem pode desenvolver aplicativos?

A carência de materiais bem formatados e completos publicados no Brasil é grande até hoje. Mesmo na internet, ainda se encontram poucos, além de que são extremamente raros os conteúdos atualizados.

Esse cenário jamais vai mudar sem a profissionalização do ensino de desenvolvimento mobile no país. É por isso que hoje eu empreendo neste mercado, produzindo conteúdo e oferecendo cursos completos seguindo um método simples e passo a passo para o mercado mobile.

Qualquer pessoa pode desenvolver aplicativos, independente da sua área de atuação hoje. Está cada vez mais ao alcance de todos desenvolver aplicativos para smartphones e tablets. Então, se você seguir o método correto, logo estará desenvolvendo aplicativos.